4 de mai de 2009

Jogador que ameaçou "passar" gripe suína é expulso da Libertadores

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) anunciou nesta segunda-feira a suspensão provisória do zagueiro mexicano Héctor Reynoso, do Chivas Guadalajara, por fingir estar com gripe suína para intimidar um adversário.

O incidente ocorreu na partida entre sua equipe e o Everton, na cidade chilena de Viña del Mar. A poucos minutos do fim do confronto, o zagueiro tossiu e soou o nariz perto do jogador Sebastian Penco como se tivesse infectado pela doença, que provocou surto epidêmico no México. Ele saiu em defesa do goleiro da equipe, que tinha sido agredido momentos antes.

"Esta situação, que já é lamentável, fica ainda pior diante do risco de uma possível infecção da gripe suína e do comportamento do jogador, abaixo de qualquer Fair Play", explicou o comunicado enviado hoje pela Conmebol à Federação Mexicana de Futebol.

Reynoso ficará suspenso até que a confederação receba um pedido de desculpas do jogador, em um prazo máximo de 72 horas. Depois, o comitê executivo tomará uma posição definitiva sobre o assunto.

O zagueiro também foi suspenso pelo próprio Chivas - adversário do São Paulo nas oitavas-de-final. O surto da doença obrigou a Conmebol a adotar medidas excepcionais para garantir a segurança das equipes e decidiu que o Chivas e o San Luis de Potosi, que pega o Nacional de Montevidéu, jogariam como mandante em um país neutro.

As autoridades de Colômbia e Chile já se recusaram a recebê-los, o que fez o organismo adiar os confrontos em uma semana. Subiu para 26 o número de mortos pela gripe suína em território mexicano, enquanto que a quantidade de pessoas cujos casos da doença foram confirmados se elevou a 701, segundo o secretário de Saúde mexicano, José Ángel Córdova.

Esse otário merece mesmo.

Nenhum comentário: