25 de jun de 2009

De acordo com a TMZ, Michael Jackson morreu

De acordo com a TMZ, o rei do pop, Michael Jackson, acaba de falecer. Ele teria sofrido uma parada cardíaca e sido levado às pressas para um hospital em Los Angeles. O serviço de emergência recebeu a chamada da casa do cantor em Holmby Hills, às 12h21 de hoje, e ele recebeu massagem cardíaca na ambulância, enquanto sua mãe estava a caminho do hospital. A notícia ainda não foi oficializada.

O site E!Online entrou em contato com o pai do cantor, que confirmou que ele foi levado ao hospital, mas ele não soube de maiores detalhes e estava aguardando notícias. "Eu não sei o que há de errado. Estou querendo maiores detalhes", disse Joe Jackson. Um fotógrafo contou que havia mais de dez seguranças de Michael no hospital, após terem seguido a ambulância. "Todos saíram do veículo em pânico e Michael estava sendo guiado para a sala de emergência em uma maca. Havia definitivamente um senso de urgência e de todos pareciam preocupados", completou o fotógrafo.

No momento, o cantor está se preparando para voltar aos palcos numa turnê de 50 shows em Londres. Entre as particularidades das apresentações, está um figurino com 300 mil cristais Swarovski. A turnê "This is it" marca o retorno de Jackson, que já vendeu mais de 750 milhões de discos.

por Carol Tavares

24 de jun de 2009

Confira os bumbuns mais bonitos da SPFW

Carlos Zambrotti


O maiô com recortes vazados da Movimento valoriza a região do quadril. Veja tudo o que rolou na a 27ª edição da SPFW

Mais fotos

Copyright 1996 - 2009 Terra Networks, S.A. Todos os direitos reservados

23 de jun de 2009

Por José Trajano, especial para o ESPN.com.br

Somos vizinhos há mais de dez anos. E raramente nos vemos no condomínio. Moramos em prédios diferentes, e jamais fora a seu apartamento. Nossos filhos, porém, são amigos. Jogam bola e participam de torneios de videogame no salão de festas. Na noite de sexta-feira, o vizinho do 74 era o nome mais falado da cidade. Todos os telejornais e sites divulgavam com alarde que ele havia sido demitido do emprego. Um emprego e tanto! E, então, decidi visitá-lo.
Resolvi interfonar para não usar a prerrogativa de ser vizinho. Ele não estava, mas deixei recado com sua mulher que se chegasse e estivesse disposto a conversar, me telefonasse. Poucos minutos depois, ele ligou e pediu que fosse até lá. No caminho, fiquei pensando que deveria estar cercado de gente, de amigos, ex-companheiros de clube ou coisa parecida. Qual não foi a minha surpresa quando me recebeu com a porta já aberta e sozinho na sala.
Ao contrário do que imaginava, estava tranquilo e sereno. Sem nenhuma ponta de mágoa, rancor, bronca. Parecia ter tirado um peso das costas. Seu rosto revelava a certeza de que havia saído de cabeça erguida e com a sensação do dever cumprido. Fora o momento que se queixou de Cuca, por ter ligado ao presidente Juvenal para pedir conselho se deveria sair ou continuar no Flamengo, atitude que ele enxergou como falta de ética, o vizinho conversou sobre tudo com muita tranquilidade.
Para ele, a diretoria anda mais preocupada com o Morumbi do que com o time. Os cartolas só pensam no estádio, na Copa do Mundo de 2014, e os problemas do time ficaram em segundo plano. E havia problemas no elenco. Falta de parceria, disse. Que eu entendi como ciumeira de alguns jogadores com os novos que chegaram este ano.
Sem levantar a voz ou tentar se desculpar pelos maus resultados, o vizinho lamentou não ter conseguido Conca como reforço. “Ele esteve duas vezes aqui, mas o negócio não vingou”, disse. Um bom meia de ligação teria feito o time jogar diferente, com mais liga entre a defesa e o ataque, sem precisar jogar à base de lançamentos longos para o setor ofensivo.
O vizinho desconfiava que, mais cedo ou mais tarde, a demissão iria acontecer, porque ele não tem o jeitão que alguns dirigentes imaginam para um técnico do São Paulo. Não é de frequentar bons restaurantes para fazer companhia aos cartolas, não gosta de interferências na contratação de reforços e acredita até que a maneira de se vestir deixava essa turma incomodada. “É o meu jeito, simples, sem frescura, sem afetação, que as vezes eles não gostam.”
Toquei na decisão que tomamos em não mais ouvi-lo depois de uma entrevista que achei grosseira . Ele disse que não guardou mágoa e que somos meio parecidos na defesa de quem trabalha com a gente. Até os filhos brincaram com ele, achando que andava meio rabugento.
Já era de madrugada quando fui embora. Um pouquinho antes de sair, chegaram Pi e Fabinho, dois de seus três filhos. O vizinho me contou que o Pi (sou testemunha que joga muita bola) voltou muito irritado do Morumbi depois da derrota para o Cruzeiro e prometeu não torcer mais pelo São Paulo. O vizinho discordou do filho e disse que não podia abrir mão de sua paixão, que uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.
Voltei para casa com a impressão de que meu vizinho é mesmo aquilo que diz. Gosta de ficar em casa, em companhia da família, dos cachorrinhos que leva sempre para passear, de lavar louça para passar a ansiedade e de ir ao sítio em Ibiúna para descansar. É um cara simples, um trabalhador do esporte. Sem banca, sem arrogância, não tem nada de “professor”.
Ele sabe que foi a derrota da arquibancada para a numerada. Mas sabe também que saiu por cima. A torcida gritou seu nome a todo instante, e isso ele não esquecerá nunca. Quer dar uma parada, já jogou no lixo tempos atrás uma proposta milionária do Catar, mas não creio que fique parado por muito tempo. Continuo achando que precisa ter mais educação nas entrevistas, após uma partida, mas me conquistou pela sinceridade e autenticidade.
É um bom sujeito o vizinho do 74. Boa sorte para ele.

Esse post é sem título mesmo.

Parece que o futebol ficou de luto com essa demissão;

Obrigado Muricy.

21 de jun de 2009

São-paulinos gritam "É Muricy" e protestam contra time

São Paulo (SP), direto do Gazeta Esportiva.

Muricy Ramalho já está fora do São Paulo, mas continua em alta junto aos torcedores. Neste domingo, antes do clássico contra o Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro, os são-paulinos lembraram do antigo comandante.

"É Muricy", foi o gritou que saiu do espaço reservado aos visitantes do Pacaembu. Cerca de 2 mil são-paulinos estão no Pacaembu.

Muricy Ramalho ficou no Tricolor por três anos e meio. O treinador comandou o time na conquista do tricampeonato brasileiro (2006, 2007 e 2008).

Já os jogadores não saíram ilesos do Pacaembu. Os torcedores protestaram contra a má fase do elenco com gritos de "time sem-vergonha" e "queremos jogador".

Eu já sabia.

Que Ricardo Gomes tenha mais sorte.

19 de jun de 2009

Colégio Pueri Domus e a nova gripe.

O colégio Pueri Domus, na Zona Sul de São Paulo, afirmou na tarde desta sexta-feira (19) que foi confirmado o segundo caso da nova gripe entre os alunos da instituição. O estudante do 6º ano viajou para a Argentina no último feriado e apresentou os sintomas no retorno ao país. Ainda segundo a assessoria da escola, o resultado do exame feito pelo Instituto Adolfo Lutz saiu esta tarde e confirmou o diagnóstico. 
Seis pessoas morreram vítimas da doença na Argentina. Até o momento, as autoridades de saúde do país têm confirmados 918 infectados. Um outro estudante do Pueri Domus, que tem 12 anos, também teve a doença. O caso foi confirmado há cerca de dez dias. O aluno do colégio na Granja Julieta foi contaminado provavelmente pela mãe, que tinha acabado de voltar de uma viagem ao exterior. Ele passa bem e retornou às aulas na quinta-feira (18); Por causa dos dois casos, a direção do colégio decidiu antecipar as férias escolares. Segundo a assessoria, os alunos deveriam ter aulas até o dia 26 de junho, mas o o semestre foi encerrado nesta sexta-feira (19). A segunda criança com a doença confirmada está em casa e passa bem.

O colégio Pueri Domus afastou diversos alunos que tinham contato mais próximo com o primeiro estudante contaminado pelo vírus H1N1. Um comunicado foi enviado aos pais avisando que todas as medidas recomendadas pela Vigilância Sanitária e Secretaria Municipal de Saúde foram tomadas.

Além disso, a escola intensificou a limpeza nas salas de aula, banheiros e bebedouros. Vinte e dois alunos que tinham contato mais próximo com o colega infectado foram afastados por uma semana. Por precaução, a festa junina que aconteceria neste sábado (20) na escola foi cancelada. "A gente preferiu cancelar a festa porque é uma reunião de um grupo muito grande de pessoas. Nós vamos fazer a festa em agosto”, afirmou ao G1 Fernanda Zocchio Semeoni, diretora-geral do colégio Pueri Domus.

 Foto: Marcelo Mora/G1

Fernanda disse na tarde desta sexta-feira (19) que a instituição segue todas as recomendações das autoridades de saúde desde o diagnóstico da nova gripe no primeiro aluno. “A gente vai seguir a orientação da Vigilância [Sanitária], nós não queremos causar pânico, os pais estão tranquilos”, afirmou a diretora.
Segundo ela, as aulas não chegaram a ser suspensas. O grupo de 22 crianças que teve contato com o estudante de 12 anos ficou afastado por uma semana. Eles retornaram às aulas na quinta-feira (18), inclusive o aluno que teve a nova gripe. “Ele já retornou à escola, está liberado”, contou Fernanda.

Segundo a diretora, apenas alguns pais decidiram não mandar os filhos à escola após a confirmação do caso. Nenhum dos 22 alunos primeiramente afastados apresentou até o momento os sintomas da nova gripe, de acordo com a Fernanda.

Decisão certa

Tatiana P., administradora de empresas de 39 anos e mãe do aluno de 11 cujo teste deu positivo para a nova gripe nesta sexta-feira (19), considerou acertada a decisão do Colégio Pueri Domus de antecipar as férias escolares de meio de ano. “Todo mundo compartilha da mesma decisão, já que ninguém vai querer que um filho seu seja um potencial canal de transmissão do vírus para os filhos das outras mães. Então, para tranqüilizar todo mundo foi o melhor a se fazer”, afirmou, por meio de um aparelho viva voz instalado na sala da diretora da escola.
Segundo a mãe do menino, o telefone em casa não para de tocar depois que recebeu a confirmação que seu filho havia contraído a gripe em uma viagem para Buenos Aires, na Argentina, no feriado de Corpus Christi. “O pessoal fica aliviado quando recebe a notícia que ele está bem”, completou.
Tatiana disse que recebeu a notícia da Vigilância Epidemiológica apenas depois que o seu filho já não apresentava mais os sintomas da doença. “Como mãe, a primeira reação que tem é de proteção. Os sintomas são de uma gripe normal. mas ele foi medicado com o remédio indicado no (Hospital) Emílio Ribas e a Vigilância (Epidemiológica) tem ligado de duas a três vezes por dia, dando as orientações. Tudo isso é tranquilizador”, afirmou.

Apesar de apresentar dor de cabeça, constipação e febre alta, ela contou que o filho não demonstrou preocupação com a doença. "Ele apenas comeu um pouco menos. Mas, com febre alta, qualquer criança come menos mesmo. A irmã (de 12 anos) que ficou preocupada", disse.

O estado de São Paulo, atualmente, é o que possui mais casos da doença no país. São 55, segundo o levantamento mais recente do Ministério da Saúde. Outros 26 casos estão sendo investigados. Todas essas pessoas pegaram a doença no contato com alguém que saiu do país ou em viagens para o exterior.
Foi o caso de um jovem que esteve na Argentina, voltou com a gripe e percorreu o trecho de 90 km entre São Paulo e Sorocaba, no interior do estado, num ônibus na sexta-feira (12). Outras pessoas que estavam no veiculo podem ter pego a doença.
Nesta sexta-feira (19), no Terminal Barra Funda, ninguém podia embarcar se não deixasse nome, endereço e telefone na ficha de identificação. Só com ela é possível saber que as pessoas que tiveram contato entre si durante uma viagem.
A Secretaria Estadual de Saúde também está entrando em contato com passageiros de um ônibus que foi da capital paulista para Sorocaba, na sexta-feira.

Mais essa para o caos de São Paulo.

TV cai em pegadinha e exibe falso Air France

Guilherme Pavarin, de INFO Online Sexta-feira, 19 de junho de 2009 - 16h53

Reprodução

TV cai em pegadinha e exibe falso Air France

Uma armadilha da web fez a emissora boliviana PAT exibir imagens do seriado Lost como se fossem fotos capturadas do desastre aéreo da Air France.

As cenas foram ao ar na noite de ontem (18) no jornal ‘PAT Noticias’. A suspeita é que a equipe do canal tenha acreditado na seqüência de e-mails enganosos que circulam na internet.

Nas falsas mensagens, segundo reportou o jornal peruano El Comercio, há a informação de que “as imagens foram encontradas em uma câmera digital Casio Z750, que foi resgatada pelos navios da Marinha do Brasil, que realizavam o trabalho de encontrar os destroços”.

A narradora do noticiário boliviano reproduziu o discurso e informou que ao investigar o número de série da câmera, o proprietário teria sido identificado como Paulo G. Muller, um ator de teatro infantil conhecido no Brasil.

A âncora ainda arrisca algumas suposições, como na hora em que diz que, provavelmente, o fotográfo do acidente real estava em pé na hora de tirar as fotos. É sabido, porém, que o incidente ocorreu de madrugada e as fotos do seriado se passam durante o dia.

O vídeo do ocorrido está no YouTube. A TV boliviana ainda não se pronunciou sobre o ocorrido.

PQP

Torcida tricolor grita 'time sem vergonha', mas exalta Muricy

Torcedor são-paulino é consolado pela namorada após desclassificação no Morumbi

A torcida do São Paulo teve reações distintas nos minutos finais da partida que decretou a eliminação do clube na Copa Libertadores da América, na noite desta quinta-feira. Com a vitória por 2 a 0 do Cruzeiro no Morumbi, boa parte dos são-paulinos nas arquibancadas entoou a cobrança com o grito "time sem vergonha".

Porém, pouco depois, o coro se transformou em exaltação ao técnico Muricy Ramalho. Os tricolores gritaram com entusiasmo a palavra 'tricampeão' e o nome do treinador, que suportou no cargo depois das outras três eliminações passadas no torneio continental.

O treinador são-paulino considerou natural o protesto vindo das arquibancadas. "É difícil ouvir isso, mas temos de entender que eles estão apoiando desde o começo do ano e não tinham reclamado antes. Depois de perder Libertadores e Paulista, não dá para eles ficarem quietos, eles têm de desafogar. Temos de saber respeitar o sentimento do torcedor. Eles apoiaram de novo e não podemos reclamar, mas sim pedir desculpas. Fizemos muito pouco pelo investimento e o tratamento que nos deram e precisamos ficar quietos".

Depois da partida, um grupo de tricolores se concentrou em frente ao portão principal do estádio e soltou mais gritos de protestos, mas, desta vez, direcionados principalmente ao atacante Washington, ao meio-campista Hernanes e ao presidente Juvenal Juvêncio. Além disso, segundo informação da rádio Jovem Pan, os seguranças do CT da Barra Funda conseguiram interromper a ação de pessoas que estavam pichando os muros do local.

O capitão André Dias seguiu o discurso do comandante quando analisou a manifestação feita ainda dentro do estádio. "O torcedor pagou ingresso e tem o direito de falar o que quiser. Os mesmos que gritaram 'time sem vergonha' cantaram 'tricampeão'. O torcedor reage pelo momento da partida. Vamos dar a volta por cima para não perdermos o prestígio e a confiança junto ao torcedor".

Nesta quinta, quase 53 mil torcedores compareceram ao estádio e amargaram a eliminação do time da casa no Morumbi.

O protesto foi pouco, nem isso os torcedores conseguiram fazer direito, o time conseguiu desanimar todo mundo.

Um ciclo se fecha no time do morumbi, está na hora de trocar tudo e todos.

É um time de MERDA mesmo e um bando de PIPOQUEIROS.

Windows 7

Para quem pretende usar o novo sistema, direto do Webinsider.

O ciclo de desenvolvimento do Windows 7 chega ao fim. As próximas e poucas versões de testes antes da edição final servem apenas para conferir retoques pontuais no código, sobretudo na compatibilidade com softwares de terceiros. Se você ainda não conhece o novo Windows, leia esta análise publicada no UOL.

Até meados de julho, fabricantes recebem a versão final (RTM, da sigla Release to Manufacturing) e em outubro a caixinha com o novo Windows chega às lojas, de acordo com a previsão oficial da Microsoft. Pode atrasar, claro, mas não há motivos aparentes porque o Windows 7 está pronto há muito tempo, antes mesmo de entrar na linha de produção. A explicar.

Se você acha impressionante que a Microsoft lance um novo Windows em tempo recorde, com o Vista ainda longe da consolidação e da aceitação depois de dois Service Pack, é de impressionar mais ainda os elogios da chamada “imprensa especializada” quando falam do produto.

Elogiar é bom e necessário, mas é preciso saber o quê elogiar exatamente. O Windows 7 é, sem dúvida alguma, superior ao Vista. A questão é: será que a Microsoft conseguiria fazer algo pior do que o Vista? Não é questão de gosto ou opinião, é de código.

O Vista é uma monstruosidade na qual o usuário não tem controle algum. São 12 GB ocupados em disco e mais de 100 milhões de linhas de código auditadas. Com 4GB de RAM e um super processador, você não vai ter a performance que deveria ter. E com 8GB de RAM, não vai perceber diferença alguma no uso diário de escritório. E deveria perceber, porque um dos alicerces da campanha promocional foi o gerenciamento “inteligente” de cache, depois descoberto ser nada mais, nada menos, do que um tal de Superfetch. Um recurso já existente no XP que ganhou umas turbinas a mais no Vista. Problemático, contudo.

Entre os coitados que se arriscaram a usar o Vista com “apenas” 2 GB, a maioria preferiu voltar ao XP ou se jogar pela janela antes de precisar instalar o Office.

O Windows 7 funciona bem com 2 GB de RAM, até mesmo com 1 GB se você quiser arriscar no notebook e não fizer questão do visual Aero, herdado do Vista. O sistema, como um todo, é mais responsivo e passa uma noção de ser mais suave. O problema é, novamente, perguntar: mais suave comparado a quê? Se for ao Vista, qualquer coisa vai parecer (para muita gente) mais leve.

A suavidade do Win7 é uma maquiagem. Funciona, mas é uma maquiagem e não é difícil de entender para quem gosta de fuçar a essência do comportamento de um sistema operacional, ao analisar todos os processos e serviços que rodam em segundo plano, todas as chamadas, bibliotecas ativas etc.

Sempre reclamaram que o Vista consome cerca de 600 MB de memória RAM apenas para inicializar. A maquiagem do Win7 melhorou o índice, mas ainda é pouco. Sem aplicativos externos instalados, o Win7 consome entre 400 MB e 500 MB da RAM apenas para iniciar. Depois de colocar o Office (se for o 2007, piora ainda mais) e seus programas de internet, você facilmente ficará próximo a 800MB apenas para começar usar o Win7.

Com o Windows XP atualizado com todos os boletins de segurança e updates, o consumo inicial não chega a 120 Mb de RAM. Na versão 64-bit, chega a 250 Mb, número normal devido à arquitetura 64-bit, sempre a consumir mais e gerenciar melhor a memória. (ainda falaremos mais sobre o assunto, até lá você pode entender as diferenças da arquitetura 64-bit lendo esta reportagem).

Mesmo assim, o Win7 parece mais leve. Como? Tiraram gordura do código no Superfetch (que continua problemático a longo prazo, contudo) e no gerenciamento de memória, além da maquiagem óbvia de mudar a configuração padrão de “automático” para “manual” em pelo menos uma dúzia de serviços que rodam em segundo plano no Vista e consomem recursos e memória, mesmo que você nunca vá usar na vida.

Para o usuário final, é um avanço. Tecnicamente, é maquiagem das grossas. Muita gente diz que o Win7 é melhor porque foi escrito na base do Windows Server 2008. Besteira, porque a essência é a mesma e tem sido sempre assim. A maior prova é que o próprio Windows Server 2008 R2, a ser lançado depois do Win7, usa a mesma base de código do… Win7.

Pagar caro por um produto que não lhe dá opções. São cinco ou seis versões diferentes, outra monstruosidade herdada do Vista, mas em nenhuma delas é você quem escolhe o que instalar. Independente da versão, o Win7 vai ocupar 10 GB do seu disco rígido. E a tal da “imprensa especializada” ainda diz que o Win7 é “ótimo” para netbooks, esquecendo que os melhores netbooks de hoje usam discos SSD (Solid State Drive) com 64 GB ou 128 GB de espaço. Às vezes, nem isso. Os netbooks mais baratos usam memória flash de 8 GB ou 16 GB fazendo o papel de disco rígido.

Com o Windows 7, a Microsoft passa a idéia para o mercado que agora é possível desinstalar o Internet Explorer, o Windows Media Player e outros acessórios. Não é verdade. Você pode “desinstalar” no sentido de que o Windows vai esconder os aplicativos e não permitir a execução. Eles continuam lá, intactos, no seu disco rígido, sendo reativados com um clique e uma reinicialização.

E mesmo que você “desinstale” todas as opções que a Microsoft oferece, seu disco rígido vai continuar com o mesmo espaço ocupado e o mesmo vale para o registro do Windows, o qual continuará entupido com entradas supérfluas.

Não é uma prática ilegal, é apenas discutível. E reveladora.

Ao analisar os pacotes de código do Windows 7 e do Windows Vista, chegamos a conclusões interessantes. O Windows Media Player, sozinho, ocupa algo em torno de 400 Mb em disco, fora a fatia no registro e na memória RAM. O Windows Media Center abocanha outros 400 Mb. O reconhecimento de voz (Natural Language) leva pouco mais de 1 GB e as dezenas de idiomas (que você nunca vai usar) ocupam quase 2 GB em disco.

Por que eu não posso dizer ao Windows para não instalar esses bagulhos? Antigamente podia, aliás, sempre foi possível. Desde o Windows XP, lançado em 2001, ninguém tem mais opção de absolutamente nada.

O Windows Media Player é bonitinho, mas eu prefiro o Winamp. Será que sou o único? Eu também não gosto do Windows Search (o concorrente do Google Desktop Search), aquele aplicativo para indexar seu computador inteiro e agilizar as buscas. Ele é útil e bem poderoso, mas prefiro usar um ainda mais poderoso chamado Copernic Desktop Search, igualmente gratuito.

Então, o Win7 lhe dá a opção de “desinstalar” o Windows Search. Surpresa, quando você desinstala, percebe que o botão de “search” sumiu do mapa, até mesmo para pesquisas simples sem usar o indexador. Se você não quer usar o aplicativo do Windows, também não vai poder fazer buscas simples como sempre se fez em qualquer sistema operacional.

A única solução (sabe-se lá se vão resolver até outubro…) é manter o Windows Search instalado, consumindo memória e recursos, mesmo que você não vá fazer pesquisas indexadas, mas apenas as pesquisas simples.

O Windows Media Center, sempre achei de uma redundância incrível para um computador de trabalho ou mesmo de diversão em casa. Fora os inúmeros acessórios e serviços os quais, somados, vão lhe tomar muitos e muitos gigabytes desnecessários – do disco e de RAM.

Com exceção da “nova” barra de ferramentas (Superbar), tudo no Windows 7 é Windows Vista. Curiosamente, se você gosta do Vista, não vai poder cancelar a Superbar e voltar à usabilidade de antes, com a barra de acesso rápido e o jeitão tradicional das janelas.

Até pode, mas será preciso fuçar no Google e mexer você mesmo no registro do Windows. Ou seja, forçar uma gambiarra para que você, usuário, tenha a opção de usar a barra de ferramentas como gosta. Programadores independentes estão criando pequenos utilitários, com interface gráfica, para fazer o trabalho por você. A Microsoft, por outro lado, sequer se pronuncia.

Eu uso o Windows 7 desde a primeira versão beta (faz tempo…) e detesto a nova barra de ferramentas. Mas detesto mais ainda ter que ir no Google, a cada nova instalação, aprender a gambiarra de habilitar minha barra de lançamento rápido (Quick Launch) e voltar ao estilo clássico no manuseio de janelas.

Diferentemente do que temos lido, o Windows 7 tira muito mais opções do usuário do que o Vista. Até o Menu Iniciar, atualmente reversível para o modo clássico no Vista se você quiser, não pode mais ser modificado no Windows 7. Tudo indica que a Microsoft manterá essa política, sem flexibilizar o poder do usuário na versão final do Win7.

Tudo isso seria irrelevante se, de fato, o Windows 7 cumprisse as antigas promessas quando o Vista ainda estava em produção. Até agora, contudo, as principais delas só existem no papel. Uma coisa meio Duke Nukem Forever, sabe?

O sistema de arquivos é o velho NTFS. O Windows continua exigindo espaço demais em disco. O gerenciamento de memória, embora melhorado, ainda deixa a desejar. O recurso de Superfetch, embora também melhorado se comparado ao Vista, continua sem entender direito a lógica de diferentes usuários.

O Windows 7 vai ser a salvação da lavoura para muita gente, principalmente para usuários de notebooks e netbooks. Primeiro porque nossa principal referência é o Vista, lento e troglodita; e o XP, desatualizado em relação a novos hardwares. Só é uma pena que, justamente para essa fatia de usuários, o Windows 7 seja tudo que possamos ter da Microsoft.

Tem gente que tenta instalar o Linux, às vezes formatando o disco rígido sem querer no meio do caminho. Outros vendem a mãe para comprar um Macintosh. E tem o pessoal que desconta as frustrações escrevendo sobre tudo isso para não se jogar pela janela. Escolha seu time e vá a luta.

18 de jun de 2009

Garota morre eletrocutada enquanto 'twittava' na banheira

Uma adolescente da Romênia morreu eletrocutada quando o notebook que ela usava na banheira caiu na água. Segundo a polícia, Maria Barbu, de 17 anos, estava navegando pelo Twitter no momento de sua morte.
As autoridades acreditam que o acidente aconteceu quando a garota tentou conectar seu computador à tomada, com as mãos molhadas, depois que a bateria acabou -- isso porque ela havia passado muito tempo "twittando" na banheira, onde a máquina caiu.
De acordo com o “Austrian Times” e "The Mirror", que divulgaram a notícia, os pais da garota a encontraram morta. A família mora em Brasov.

Algo a comentar?

10 de jun de 2009

Programação Parada do orgulho gay

Este domingo (14) ocorre a 13ª edição da parada do orgulho gay de São Paulo, uma das maiores do mundo. Percorrendo seu tradicional trajeto, a caminhada sai da avenida Paulista, com concentração às 12h em frente ao Museu de Arte de São Paulo (Masp), e segue até a rua Consolação, em direção ao Centro da cidade.

Ana Ottoni / Folha ImagemMarcus Desimoni / UOL

Entre os trios que desfilam este ano na parada estão o comandado pela drag queen Salete Campari, o trio da CADS (Coordenadoria de Assuntos da Diversidade Sexual) e da Prefeitura de São Paulo (veja a programação).
Programação que antecede a parada
No dia anterior, sábado (13), ocorre a 7ª Caminhada Lésbica e Bissexual, além do 9º Gay Day, evento no parque Playcenter.
Já na quinta-feira (11) o Vale do Anhangabaú recebe a 9ª Feira Cultural LGBT. O evento dura o dia todo e conta com oficinas, peças de teatro e apresentações musicais de Multiplex, Madame Mim e Tetine, entre outras atrações (veja a programação completa da feira).
O tema da parada deste ano é "Sem Homofobia, Mais Cidadania - Pela Isonomia dos Direitos!". A música oficial pode ser ouvida aqui.
Histórico
Em 2008, o evento tinha o tema "Homofobia Mata! Por um Estado Laico de Fato". O número estimado de participantes foi de 3,4 milhões, um pouco abaixo do calculado no ano anterior, 2007, que foi de 3,5 milhões de pessoas.

Veja abaixo o serviço da parada gay de São Paulo e dos demais eventos oficiais que ocorrem às vésperas da caminhada.

3ª PARADA DO ORGULHO GAY DE SÃO PAULO
9ª Feira Cultural LGBT
Quando: 11 de junho, das 10h às 22h
Onde: Vale do Anhangabaú
Programação: www.paradasp.org.br/feira2009
9º Gay Day
Quando: 13 de junho, das 10h às 22h
Onde: Playcenter (rua José Gomes Falcão, 20, Barra Funda)
Programação: www.gayday.org.br/atracoes.html
7ª Caminhada Lésbica "Não se Cale! Ser Lésbica é um direito!"
Quando: 13 de junho, a partir das 13h
Onde: avenida Paulista (concentração em frente à praça Oswaldo Cruz)
Programação: www.paradasp.org.br/caminhadalesbica
13ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo
Quando: 14 de junho, a partir das 12h
Onde: avenida Paulista (concentração em frente ao MASP)
Programação: Lista de trios no site Mix Brasil

Para quem gosta ou simplismente quer curtir.

7 de jun de 2009

Revista divulga os maiores salários do futebol brasileiro

Um levantamento feito pela Revista Placar do mês de junho mostrou quais são os maiores salários do futebol brasileiro. O resultado não é nada surpreendente. O atacante Ronaldo, do Corinthians, lidera o ranking com folgas: mais de R$ 1,1 milhão por mês, somando-se salários e porcentagens de patrocínios a que o jogador tem direito.

Até o terceiro colocado, não há surpresas entre os salários mais altos. Depois de Ronaldo, Adriano e Nilmar são os que faturam mais a cada mês. Na seqüência, dois jogadores do Fluminense: Fred, contratado como estrela junto ao Lyon, e Leandro Amaral, que mal tem jogado. Este último impressiona: fatura R$ 280 mil mensais, mais do que nomes como D´Alessandro, Marcos e Rogério Ceni.O ranking da Revista Placar ainda mostra algumas disparidades dentro dos próprios clubes. O Corinthians, por exemplo, tem um caso curioso. Tirando Ronaldo, o maior salário do elenco pertence ao atacante Souza, reserva e criticado pela torcida. Souza ganha R$ 175 mil mensais, mais do que o capitão William, os volantes Cristian e Elias, o atacante Dentinho, entre outros.

Ainda segundo o levantamento, cada gol de Souza custou R$ 437 mil. Em jogos oficiais ele marcou apenas duas vezes, ambas de pênalti. Keirrison, do Palmeiras, custou "apenas" R$ 33 mil por gol marcado.

Confira os dez maiores salários do futebol brasileiro:

1 - Ronaldo (Corinthians) - R$ 1,1 milhão
2 - Adriano (Flamengo) - R$ 362 mil
3 - Nilmar (Internacional) - R$ 360 mil
4 - Fred (Fluminense) - R$ 350 mil
5 - Leandro Amaral (Fluminense) e Kléber (Cruzeiro) - R$ 280 mil
6 - Thiago Neves (Fluminense) - R$ 270 mil
7 - Edmílson (Palmeiras) - R$ 240 mil
8 - Rogério Ceni (São Paulo) - R$ 230 mil
9 - Washington (São Paulo) - R$ 220 mil
10 - Marcos (Palmeiras), D´Alessandro (Internacional), Léo (Santos) e Fábio Costa (Santos) - R$ 200 mil

Divulgar salários em nosso país é um risco, as mini-fortunas que esses atletas ganham só mostra a nossa realidade.

Para que estudar a vida inteira, se dedicar, vamos todos ser jogadores de futebol, e não escolham outro esporte para praticar pois aqui ninguém vai dar valor, entrem em campo e façam seus gols bando de otários.

Geração pós-crise

A geração pós-crise. Este é o conjunto de empresas, governantes, investidores e consumidores que conviverão em um ambiente fruto da grande turbulência do capitalismo ao lado da quebra da bolsa de valores de Nova York, em 1929. Empresas que precisarão ser mais transparentes. Grandes apostas em derivativos, lucros às custas de empréstimos de alto risco? Não mais. Investidores que serão mais rigorosos e menos histéricos. Lucro rápido por meio de empresas com políticas arriscadas, desmonte de posições ao primeiro sinal de perigo? Comportamentos ultrapassados. Consumidores que serão mais conscientes. Cair na tentação do crédito barato e fácil? O risco não compensa. E governos que saberão que seu papel não é nem de intervencionismo exagerado, muito menos de liberalismo total. O mercado regula a si próprio? Nunca mais.

Leia na íntegra, direto do Terra.

4 de jun de 2009

Torcida única.

A Polícia Militar passou a madrugada inteira tentando reconhecer o jovem morto ontem, no confronto entre corintianos e vascaínos.
Oito feridos, dois graves, estão no hospital.
27 pessoas estão presas no DHPP,Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, sendo interrogadas, na tentativa de descobrir quem o matou.
O saldo horrível desse confronto poderia ser muito pior.
E por isso, o Ministério Público antecipa para o blog:
"Demos todas as chances do mundo.
Chega. Estou revoltado.
Eu e a promotoria do Estado.
São Paulo vai partir para a torcida única.
Jogos de rivalidades, decisivos.
Só uma torcida vai acompanhar.
Chega dessa barbárie."
A revelação foi feita pelo promotor público Paulo Castilho, em entrevista há 30 minutos.
O que a Promotoria de São Paulo vai fazer em relação ao que aconteceu ontem?
Eu estou chocado, triste, revoltado.
Há mais de três anos não morria nenhum torcedor em confronto aqui em São Paulo.
Chegou a hora de dar um basta.
A Promotoria tentou de todas as formas preservar duas torcidas em uma partida de futebol.
Mas, agora chega.
Quantos jovens mais precisam morrer.
O que aconteceu ontem foi horrível.
Agora que estamos tendo os detalhes.
Por favor, promotor, conte...
O que aconteceu foi que no Rio de Janeiro houve a morte de um corintiano.
Ele pertencia à Gaviões da Fiel, da sede que fica na rua São Jorge.
Os corintianos armaram uma tocaia para o revide.
a Ponte das Bandeiras eles esperaram a torcida vascaína.
Em um ônibus e três carros.
Todos os torcedores tinham barras de ferro e facas.
Dentro dos carros, havia os que carregavam revólveres.
E um deles estava com uma espingarda calibre 12.
Os corintianos cercaram o último ônibus de vascaínos.
Só que não contavam com a volta dos outros ônibus.
Eles vieram do Rio em 13 ônibus, 700 pessoas.
Imagine a barbárie que poderia ter acontecido.
E a PM?
A escolta dos vascaínos era de 20 soldados.
Foi impossível evitar o confronto.
O menino que morreu, provavelmente da torcida corintiana, foi largado na Marginal.
Desfigurado e apenas de cuecas.
Não há documento algum.
Ele foi massacrado.
Que pessoas são essas?
Não é mais possível permitir esses confrontos.
O que nós podemos fazer?
Mobilizar a Polícia de São Paulo inteira?
Não. Chega!
Fui contra o tempo todo, mas agora me rendo.
Uma torcida só e acabou!
E ainda te digo, Cosme.
A situação poderia ser ainda pior por outro motivo.
Qual? Ainda tem mais?
Tem.
A torcida do Vasco é 'irmã' da torcida do Palmeiras.
Houve o pedido formal para que junto com a Mancha Verde, os vascaínos fossem a pé para o Pacaembu.
Mais de 800 pessoas andando da Barra Funda ao Pacaembu.
E isso estava quase aprovado.
Eu fiz de tudo e consegui bloquear.
Imagine.
Quem iria conter a torcida corintiana diante desse desfile, dessa provocação?
Os torcedores não são donos da cidade.
Há uma inversão de valores.
E ela vai acabar de qualquer maneira.
O senhor acha que será simples impor a torcida única?
A sociedade terá de se mobilizar.
Eu preciso do apoio da opinião pública, jornalistas, comando da PM.
Governo.
Enfim, de todos os setores da sociedade.
Não é possível ficar mais de braços amarrados, esperando a aprovação de novas leis.
A situação chegou ao insuportável.
Você sabe que depois dessa morte antes do jogo, os corintianos se vingaram.
Queimaram um ônibus dos vascaínos.
Se não fosse a intervenção dos policiais tudo seria ainda pior.
Por mim, se for possível, já nesta final da Copa do Brasil, entre Corinthians e Internacional, torcida única.
Só colorados em Porto Alegre.
E só corintianos aqui no Pacaembu.
Vou fazer tudo para que isso aconteça.
Chega de vidas desperdiçadas!

Somos uma sociedade podre e pobre, pobre de espírito, pobre de valores e merecemos mesmo isso, TORCIDA ÚNICA JÁ!

Se a CBF ou até mesmo a Comebol fossem sérias isso não aconteceria, seríamos banidos de competições internacionais, mas isso é algo que tem mais relação com a educação do povo, aí vamos entrar em detalhes políticos e como todos sabem, não podemos esperar muito deles.

Nos ferramos, afinal, somos um bando de animais.

Mais um torcedor morto. Por quê?

blogspot.com

O futebol brasileiro provoca mais uma morte.
Um rapaz perdeu a vida ontem após Corinthians e Vasco.
A pauladas e facadas.
Em plena marginal Tietê.
Na Ponte das Bandeiras.
Foi em um sangrento confronto entre corintianos e vascaínos, teoricamente reforçados por palmeirenses.
As primeiras informações nesta madrugada dão conta que seria um corintiano.
Não havia como confirmar.
Muito menos a sua identidade.
O rapaz foi encontrado morto só de cuecas.
Pouco importa o time que ele torcia.
Esse jovem brasileiro vai torcer mais.
Um ônibus que levaria vascaínos de volta ao Rio foi incendiado.
O nobre bairro do Pacaembu não ficou nada a dever aos bairros da periferia, onde ônibus queimados não fogem tanto à rotina.
A rodovia Castelo Branco foi fechada pela Polícia Militar por causa das brigas entre os torcedores.
Uma das rodovias mais importantes do País foi interditada por causa das torcidas organizadas.
Pelo menos mais dois jovens estão no Pronto Socorro de Santana, gravemente feridos.
Não se sabe os times que torciam.
Talvez não se saiba nunca.
A desconfiança do Ministério Público é que a briga havia sido combinada pela Internet.
E mesmo o reforço de palmeirenses à torcida vascaína.
O confronto era para ir às últimas consequências...
Não foi por acaso que os torcedores dos dois lados estavam armados de facas e paus.
Ou seja: alguém seria mesmo morto.
Poderia ser qualquer pessoa.
Qualquer um.
Resta apenas uma pergunta.
Foi mesmo o futebol brasileiro que provocou mais essa morte?

KILL BILL

David Carradine foi encontrado morto em seu quarto de hotel

Um dos ícones dos filmes de ação com lutas marciais, o ator David Carradine foi encontrado morto em seu quarto de hotel em Bancoc, na Tailândia.

Aos 72 anos, Carradine estava no país gravando seu filme mais recente, chamado Strecht. Segundo o site da BBC, Jonathan Head, seu personal trainer, disse estar "chocado" com a morte do ator.

"Ele estava cheio de vida, sempre querendo trabalhar. Era uma ótima pessoa", disse Head.

Em sua longa carreira, David Carradine ficou famoso por interpretar Kwai Chang Caine na série de televisão Kung Fu. Recentemente, o ator interpretou Bill no longa Kill Bill, do cineasta Quentin Tarantino.

ADEUS!

3 de jun de 2009

Mais um que se ferra

O espanhol Miguel Ángel Perera é atingido por chifre durante tourada na arena Monumental de Las Ventas, em Madri. Apesar do susto, o toureiro não ficou ferido.

Que legal isso!!!

Não há esperança de encontrar sobreviventes, diz Air France em Paris

A direção da Air France teria dito nesta quarta-feira (3) aos familiares das vítimas do vôo AF 447, que desapareceu na costa nordestina brasileira no último domingo, quando fazia a rota Rio de Janeiro-Paris, que o avião se desintegrou, provavelmente no ar, e que não há nenhuma esperança de encontrar sobreviventes. A informação foi dada ao UOL Notícias pelo presidente da Associação Francesa de Vítimas do Terrorismo, Guillaume Denoix de Saint-Marc, que acompanhou a reunião realizada na tarde desta quarta-feira (horário local) entre o diretor-geral da companhia aérea, Pierre-Henry Gourgeon, e parentes dos passageiros. Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa da empresa aérea em Paris não confirmou a hipótese de desintegração do avião. O encontro foi realizado no hotel Pullman, no aeroporto internacional Charles de Gaulle, onde foram reunidos os parentes e amigos das vítimas.

Leia a reportagem na íntegra.

Algo meio óbvio não?!?

Abraço? Não pode

Direto do Pandorama.

É proibido abraçar

Os Estados Unidos são realmente um país extraordinário. Quem diria que a moda agora nas escolas de lá é o abraço? Isso mesmo. A molecada norte-americana descobriu o abraço, descrito pela mídia local como um “fenômeno cultural”, estudado por sociólogos e discutido pelo New York Times.
Vocês acham isso estranho? Estranho mesmo é que algumas escolas proibiram os abraços por considerá-los inapropriados. E a imprensa debate se um abraço é apenas um abraço e os riscos que ele representa.
Noreen Hajinlian, diretora de uma escola em Hillsdale, justifica:
- Contato físico é um território muito perigoso.
Jovens de gerações passadas transgrediam ao usar drogas, outras ao usarem pílulas ou por se mobilizarem politicamente. A atual é por dar abraços…

2 de jun de 2009

Swingers trocam baladas por festas particulares

A fachada é simples: apenas uma porta grande de madeira, sem nenhum logo. Na calçada, ouvem-se ecos de uma música dance dos anos 90. Quem passa em frente pode achar que se trate de alguma balada saudosista, mas a localização dá a dica: Moema, bairro conhecido por suas ruas com nomes de pássaros e tribos indígenas. E um dos pontos do swing em São Paulo.

Conheça posições sexuais preferidas das mulheres

Entre quatro paredes, há quem diga que vale tudo. Vale soltar a imaginação, encarnar personagens, inventar prazeres em pequenos detalhes, tocar o outro como se o momento fosse durar para sempre ou, ainda, abusar da sensualidade, pegar com firmeza, escolher a melhor posição. Leia mais

Gripe suína se aproxima do nível 6 de pandemia, diz OMS

O diretor de Seguridade Sanitária da Organização Mundial de Saúde (OMS), Keiji Fukuda, afirmou nesta terça-feira que o aumento de casos da gripe suína, a influenza A (H1N1), está próxima de ultrapassar o nível 5. "Estamos na fase 5, mas estamos nos aproximando da fase 6", disse o diretor.

Porém, a organização mantém o nível de alerta de pandemia em 5, o penúltimo nível. Quanto à virulência da influenza A (H1N1), Fukuda disse que a situação atual é "moderada".

Segundo o diretor da OMS, o Hemisfério Sul deve ser observado de perto pois aproxima-se o inverno, estação em que os casos de gripe sempre registram aumento.

A Organização Mundial de Saúde confirmou que a gripe suína já está em 64 países, com um total de 18.965 infectados.

Só notícia boa.

É tudo isso mesmo? Alguém aqui conhece alguém que conhece alguém que foi infectado?

"Nós, atores, somos como prostitutas, pagos para fingir amor".

Megan Fox é capa da revista britânica GQ, de junho, para quem deu uma entrevista, digamos, polêmica sobre a profissão de ator.

Na entrevista, a atriz de Transformers comparou os atores a prostitutas: "Quando você pensa no assunto, nós atores somos como prostitutas. Somos pagos para fingir atração e amor. Outras pessoas pagam para nos ver beijar alguém, tocar alguém, fazer coisas que pessoas em uma relação monogâmica nunca fariam com alguém que não seja seu parceiro. De verdade, é um pouco nojento".
Megan ainda diz que tem uma imagem promíscua, porque as pessoas a vêem como uma pessoa sexualmente agressiva, uma criança selvagem. "Eu não sou nada assim", disse a bela.

Sincera.

Novo PS?

Foi divulgado antes do previsto um vídeo apresentando o PSP go, nova versão do portátil da Sony. A revelação adiantada veio por meio da edição de junho do Qore, programa digital produzido pela Sony especialmente para o PlayStation 3 e PSP e distribuído apenas por download pela rede online PlayStation Store.