26 de abr de 2009

Galvão Bueno solta pérola em narração; relembre as gafes

O narrador Galvão Bueno cometeu mais uma gafe no ar durante a transmissão do Grande Prêmio do Bahrein, neste domingo. Galvão sugeriu a criação de uma banda com personalidades da música internacional que assistiam à prova e escalou Richard Wright, tecladista do Pink Floyd, que morreu em setembro de 2008, como baterista do grupo imaginário.

A confusão ocorreu porque o verdadeiro baterista do Pink, Floyd Nick Mason, que é fã do esporte, foi ao autódromo no Bahrein. O narrador misturou a função dos dois músicos na banda e ainda se esqueceu da morte de Wright, o que deixou a situação ainda mais embaraçosa.

Além de Mason, estiveram presentes no grande prêmio Eric Clapton, que Galvão Bueno escalou como guitarrista, e Robert Plant, ex-Led Zeppelin, que seria o vocalista da banda fictícia.

Galvão Bueno coleciona pérolas nas narrações da TV Globo. Em uma delas, durante a transmissão de uma partida de futebol no Equador, Galvão comentou: "Bem amigos da Rede Globo. Estamos aqui em Buenos Aires, no Equador". Como se sabe, Buenos Aires fica na Argentina e não no Equador.

Eu outra ocasião, Galvão falava sobre um estádio de futebol em Macapá, chamado de Milton Corrêa, mas conhecido como "Zerão", porque a linha imaginária do Equador passa sobre o local. O suficiente para o narrador se confundir: "O estádio tem esse nome (Zerão) porque fica situado bem no Trópico de Câncer, que divide o Hemisfério Sul do Hemisfério Norte".

Relembre algumas gafes cometidas por Galvão Bueno na TV:

- "Nessa tarde de Fla-Flu, Flamengo e Fluminense estarão entrando em campo daqui a pouco". Além do "estarão entrando em campo", ainda bem que o Fla-Flu é entre Flamengo e Fluminense.

- "O time catarinense tem que vencer, pra lutar pela sul-americana, já que o jogo é lá em Figueirense". Provavelmente, Galvão quis dizer Florianópolis e não Figueirense.

- "Os chineses agora estão todos torcendo contra o Brasil", em uma partida do Brasil na Copa do Mundo de 2002 contra a China. Ainda bem que os chineses torcem pela seleção do país deles.

- "O juiz vai dar 3 minutos mais de jogo, vamos aos 49". Cada tempo de uma partida de futebol tem 45 minutos: 45 + 3 = 48, Galvão.

- "O jogo só acaba quando termina". Essa é uma das célebres frases filosóficas de Galvão.

- "O Adriano tá com uma disposição, correndo o campo todo, parece um leão enjaulado". Se o leão está preso, ele consegue correr?

- "Goool! Éééééééé do São Caetanooo!". A narração estaria perfeita se o gol não tivesse sido do Santo André na final da Copa do Brasil de 2004 contra o Flamengo no Maracanã.

- "E Gustavo sobe sozinho para o bloqueio individual!". Comentário em uma partida da seleção brasileira de vôlei. Meio redundante, não?!

- "E depois do jogo, assistam a mais um capítulo inédito de 'Vale a Pena Ver de Novo'". Inédito se vale a pena ver de novo?

Tem que rir para não chorar.

Quanto é que ele ganha mesmo???

Nenhum comentário: