27 de mai de 2008

Cinema perde Sydney Pollack

Morreu o ator, diretor e produtor Sydney Pollack, aos 73 anos, em decorrência de um câncer, informou a imprensa norte-americana na noite desta segunda-feira (26).

Com saúde debilitada desde agosto do ano passado, quando pediu licença para fazer tratamento, Pollack faleceu em sua casa, no subúrbio de Los Angeles, no bairro de Pacific Palisades, rodeado por sua família, por volta das 17h (21h de Brasília), segundo informações repassadas à revista Variety e ao New York Times.

Versátil, Pollack dirigiu sucessos que marcaram a história de Hollywood, como Tootsie (1982) e Entre dois amores (1985), com Meryl Streep e Robert Redford, com o qual ganhou dois Oscar, entre eles o de melhor direção. Fez também participações como ator nos filmes De Olhos bem fechados, de Stanley Kubrick, e mais recentemente em Conduta de risco, de Tony Gilroy, em que seria novamente indicado a uma estatueta da Academia.

Começou a carreira no teatro, mas se notabilizaria atrás das câmeras a partir dos anos 60. Seu primeiro trabalho foi em 1962, no filme Obsessão de matar. Em 2005, dirigiria seu último filme, A intérprete, estrelado por Nicole Kidman e Sean Penn. O ator pode ser visto no recém-lançado O melhor amigo da noiva, comédia com Patrick Dempsey. Sydney Pollack deixa mulher e duas filhas.

Nenhum comentário: