29 de jun de 2007

Aqui jaz o NoMínimo

Hoje morre um site.
O NoMínimo foi citado nesse blog diversas vezes.
Com uma linguagem eficiente, jornalistas e colaboradores inteligentes, era uma referência em matéria de literatura e opinião na internet. Mas, nem tudo o que é bom dura, principalmente em um país de ignorantes, ai se fosse um site de fofocas ou celebridades instantaneas.
Veja abaixo a nota publicada no site hoje:

"Aqui jaz o NoMínimo
Editores, blogueiros, colunistas, funcionários, colaboradores assíduos ou ocasionais, enfim, todos os nomes abaixo relacionados que ajudaram a criar o site de jornalistas mais querido do Brasil comunicam sua morte súbita neste 29 de junho de 2007, vítima de inanição financeira decorrente do desinteresse quase geral de patrocinadores e anunciantes em sua sobrevida na web. NoMínimo deixa órfãos cerca de 150 mil assinantes entre os mais de 3 milhões de visitantes que, em média, se habituaram a passar por aqui todo mês nos últimos 5 anos. Seus realizadores também sentem muito o triste fim desse espaço livre, democrático e criativo de trabalho, mas se despedem com a sensação de dever cumprido com o jornalismo e a camaradagem que nos une. Foi bom, foi muito bom enquanto durou. Quantos no país têm a oportunidade de tocar seus próprios projetos com prazer, independência e alegria? Aos leitores, nossas desculpas pela falta de talento empreendedor, o que talvez pudesse transformar o site num bom negócio financeiro. Fica para a próxima. Até breve. "

Nenhum comentário: